caedjus.com

06 estratégias para economizar durante o mestrado e doutorado

Fazer mestrado e doutorado é um grande desafio, inclusive do ponto de vista financeiro.

Vivemos em tempos difíceis para a vida acadêmica e isso não é mistério para absolutamente ninguém.

Além de um crescente esvaziamento da ciência, os estímulos financeiros como bolsas e outros meios de financiamento de pesquisa e pesquisadores estão sendo constantemente atacados e obstaculizados.

De outro lado, a produção da ciência e o esforço do pesquisador não podem parar. Mas, para isso, o pesquisador deve controlar os recursos financeiros que tem à disposição para que consiga concluir o seu mestrado ou o seu doutorado.

Para isso, nós do CAED-Jus vamos falar de 06 estratégias para economizar durante o mestrado e doutorado e lhe ajudar para que esta trajetória tenha menos emoções, ao menos do ponto de vista financeiro.

 

O QUE É ECONOMIA?

É importante ressaltar que economia não é só poupar dinheiro.

Ser econômico também é administrar e melhor aproveitar os recursos que estão à disposição.

Assim sendo, se a pós-graduação, como a pesquisa em geral, está em um período de contenção desses recursos, a preocupação deve ser em como melhor geri-los, sem perder a qualidade, e é sobre isso que nós vamos falar.

 

06 ESTRATÉGIAS PARA ECONOMIZAR DURANTE O MESTRADO E DOUTORADO

As estratégias que se seguem devem ser concebidas como dependentes entre si, ou seja, a posterior deve levar em consideração que o foi conseguido na anterior. Confira:

#ESTRATÉGIA 01 – FAÇA UM LEVANTAMENTO DOS RECURSOS

É importante saber quais os recursos o estudante terá a disposição para enfrentar a pós-graduação, lembrando que não se resumem a dinheiro, mas também moradia, comida, deslocamento, etc.

Nesse sentido, a verificação destes recursos deve ser feita em dois principais momentos:

  1. Antes de se inscrever no programa de pós-graduação, o estudante deve ter a certeza de que terá os recursos necessários para iniciar. Será possível deslocar ao local de estudos, o que invariavelmente afetará dias de trabalho outros compromissos pessoais? O estudante tem um local para pernoitar, caso necessário, ou gastos com acomodação terão de ser incluídos? E a comida?
  2. Após se inscrever no programa de pós-graduação, o estudante deve se assegurar de que os recursos de que dispõe são suficientes para cumprir o período necessário. Caso contrário, mesmo tendo conseguido ingressar, a sua permanência será praticamente inviável.


# ESTRATÉGIA 02 – PESQUISE SOBRE BOLSAS

Mesmo que as bolsas de pesquisa estejam sob ataque, os meios de financiamento são variados e vão desde instituições públicas a privadas.

Sendo assim, paralelamente ao levantamento dos recursos disponíveis para o ingresso no mestrado no doutorado, bem como sua continuidade, averigue se a instituição de ensino escolhida ainda possui bolsas de estudo e pesquisa à disposição.

Se houver essas bolsas, averigue como funciona o processo de candidatura para ser contemplado e já organize estratégias específicas para isso.


# ESTRATÉGIA 03 – TRABALHO E PESQUISA

Aqui o estudante já sabe se tem recursos suficientes para ingressar em um programa de pós-graduação e iniciar seus estudos e pesquisa. Quando este estudante também trabalha, outro fator deve ser adicionado ao cálculo.

A pós-graduação exige dedicação física, emocional, financeira e de tempo. Em um país onde trabalhamos 44 horas semanais em média, o tempo se torna um recurso valioso e escasso.

Assim sendo, seja sensato ao optar pela pós-graduação se o seu tempo para dedicar está curto demais. Pode não ser o momento.

Todavia, conciliar trabalho com mestrado e doutorado não é impossível e temos um artigo prontinho aqui no blog para te dizer como fazer isso. (https://www.caedjus.com/atitudes-para-compatibilizar-o-seu-trabalho-com-o-mestrado-doutorado/)

 

# ESTRATÉGIA 04 – MATERIAIS DE PESQUISA

Neste momento, o estudante já tem ciência dos recursos disponíveis para o início da sua pós-graduação, para continuação e já se assegurou em compatibilizar o trabalho com o curso. Agora vem a pesquisa…

Para realizar qualquer pesquisa, o que é efetivamente o objetivo da pós-graduação stricto sensu, são necessários materiais e eles podem custar muito dinheiro.

Falemos especialmente de material bibliográfico. Nem sempre bibliotecas universitárias nos fornecem todo o material necessário. Comprar tudo o que precisamos está fora de questão, mas algumas alternativas mais econômicas podem ser escolhidas:

  1. Os leitores de livros digitais podem ser uma excelente alternativa aos custos com impressão, compra ou fotocópia dos materiais bibliográficos necessários. Kindle e Lev são algumas das possibilidades acessíveis no mercado. Obviamente, haverá a necessidade de um investimento inicial, mas você resolve problemas de acondicionamento e de estoque de milhares de materiais bibliográficos;
  2. Quando tiver à disposição um desses leitores digitais, você pode utilizar softwares para digitalizar materiais impressos e livrar-se de vez da prisão das fotocópias. Poderá digitalizar todo e qualquer material necessário, colocar no seu leitor digital e fazer a pesquisa por um custo reduzido. Existem vários programas e aplicativos que escaneiam materiais impressos. Dentre eles, recomendamos o CamScanner, um aplicativo que possibilita a digitalização de materiais impressos, gratuito e de fácil uso.

# ESTRATÉGIA 05 – PLANILHA DE CUSTOS

Agora que tem em mãos todos os dados buscados nas estratégias anteriores, é hora de colocar tudo na ponta do lápis (ou da planilha). Fazer os cálculos dos custos é importante para mensurar efetivamente a quantidade de recursos.

Outro ponto é que a materialização é importante, pois ver efetivamente os números criará um senso de responsabilidade com os recursos.

Para elaborar uma planilha, você pode utilizar uma série de softwares como Excel ou mesmo o LibreOffice Calc. Também estão disponíveis softwares online como GuiaBolso, o Organizze ou o Contas Online.


# ESTRATÉGIA 06 – EVENTOS PARA PROMOÇÃO DA PESQUISA

Você já tem conhecimento se está em condições de realizar os seus estudos e pesquisa na pós-graduação.

Uma parte importante (e cara) são os eventos relacionados a promoção da ciência em meio acadêmico. Congressos, simpósios, reuniões internacionais e etc, a presença do pesquisador nesses eventos é importantes, mas nem sempre as condições econômicas são propícias a isso. Ainda devemos considerar que a maioria dos eventos deste porte ocorre em locais distantes e que necessitam deu certo deslocamento, o que demanda mais gastos em um mundo de bolsas escassas.

Uma das opções mais viáveis financeiramente, e que suprem a necessidade de presença física e participação em reuniões de divulgação científica são os eventos online e, neste ponto, o CAED-Jus pode te ajudar como nenhum outro.

O Conselho de Altos Estudos em Direito tem uma variedade de eventos, com uma consolidação excepcional de artigos científicos, o que se une aos conteúdos do site e do Blog. Com publicações digitais e físicas, fora as apresentações dos trabalhos feitas via plataforma internet, possibilitam ao pesquisador uma visibilidade e produção inviáveis se considerar os eventos físicos. Nos tempos atuais, o CAED-Jus, sobretudo se considerado o seu reconhecimento no campo do direito, é o futuro.

Além disso, os eventos do CAED-Jus podem contribuir pelo menos com o seguinte:

  1. Membership em associação internacional
  2. Apresentação de trabalho em evento
  3. Participação em evento
  4. Publicação de trabalho como capítulo de livro impresso

Você pode acessar o site do CAED-Jus em www.caedjus.com e se inscrever no próximo evento programado com um artigo de sua autoria. Aproveite esta oportunidade!

 

Gostou deste artigo? Comente e compartilhe em suas redes sociais.

 

Sobre os autores:

Felipe Asensi

Diretor do Instituto Diálogo, Pós-Doutor em Direito pela UERJ, Doutor em Sociologia pelo IESP/UERJ,Mestre em Sociologia pelo IUPERJ,Advogado formado pela UFF, Cientista Social formado pela UERJ, Membro Efetivo do IAB e da Academia Luso-Brasileira de Ciências Jurídicas, Senior Member da Inter-American Bar Association (IABA), Professor da UERJ, UCP, USU e AMBRA College, Autor de 34 livros.

Diego Monnerat

Mestrado em Direito pelo PPGD/UCP como Bolsista CAPES, na linha de pesquisa Fundamentos da Justiça e dos Direitos Humanos/Área de Concentração: Justiça, Processo e Direitos humanos. Graduado em Direito pela Universidade Candido Mendes-Nova Friburgo. Extensão em Direito Médico pela EMERJ. Professor tutor da Universidade Unyleya. Advogado (OAB/RN). Foi membro da Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Mossoró/RN.

______________________________________________________________________________________________________________________________

 

Posted in

CAED-Jus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.