caedjus.com

Entrevista com Vinicius Marques – Coordenador de GT do CAED-Jus 2019

O entrevistado desta vez é Vinicius Marques.

Vinicius Marques é Doutor em Direito pela PUC Minas; Professor do Programa de Mestrado em “Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos” da UFT; Professor de Direito dos cursos de Graduação e Especialização da UFT, UNICATÓLICA e CEULP/ULBRA; e Coordenador do GT Tecnologia e Sociedade do CAED-Jus 2019.

 

Confira a entrevista:

1) Você foi selecionado(a) para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAED-Jus. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Tenho me dedicado à docência no ensino jurídico desde janeiro/2006 quando assumi o cargo de professor substituto da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e, posteriormente, em abril/2008, assumi o cargo de professor efetivo do Curso de Direito da Universidade Federal do Tocantins (UFT), onde neste estado da federação tenho desenvolvido até o presente momento as atividades de ensino, pesquisa e extensão nas instituições públicas e particulares de educação jurídica. Conheci o CAED-JUS em 2017 quando fui convidado pelo prof. Dr. Fernando Bentes (UFRRJ) para proferir uma palestra, sendo que nesse mesmo ano foi submetido/aprovado dois artigos com meus orientandos de iniciação científica. No ano de 2018 tive a oportunidade de ser organizador do “GT – Interdisciplinaridade e Direito Privado” e com submissão/aprovação de mais dois artigos.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAED-Jus?

Não há dúvidas de que os avanços tecnológicos refletem diretamente nas relações e estruturas sociais. Nesse sentido, os eventos jurídicos tradicionais precisam ser repensados no seu sentido mais amplo, desde a estrutura e organização até a forma de transmissão e troca de saberes. Percebi no CAED-JUS uma nova possibilidade de repensar os congressos jurídicos uma vez que a modalidade on line consegue superar problemas tradicionais dos congressos presenciais (exemplo: altos custos com passagens, hotéis, alimentação e deslocamentos), além de possibilitar a participação de qualquer pessoa independentemente do país ou estado que pertença. Vejo nesse tipo de evento uma verdadeira “democracia” para participação, submissão e coordenação de grupos de trabalhos – GT’s.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar o direito de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da sua temática?

É inevitável e necessário avançar em pesquisas tecnológicas, contudo essas devem estar associadas com o desenvolvimento sustentável e o respeito aos direitos humanos. Assim, o desafio do Direito, em conjunto com outras áreas do conhecimento, como Filosofia e Sociologia, é justamente tensionar os benefícios e malefícios dos avanços tecnológicos para encontrar o ponto de equilíbrio.

4) Bom, outras pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAED-Jus. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores?

Para produção de textos teóricos recomendo que sejam adotados referenciais teóricos substanciais sobretudo relacionados com teorias da justiça por acreditar que esta (Justiça) é o cerne da existência do Direito. Contudo, não posso deixar de recomendar também que pesquisas empíricas são bem vindas, pois o Direito não pode se distanciar da realidade e deve apresentar propostas de soluções para problemas concretos.

 

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

 

A propósito, você já submeteu seu trabalho ao próximo evento do CAED-Jus? Você pode acessar o site do CAED-Jus em www.caedjus.com/eventos e se inscrever no próximo evento programado com um artigo de sua autoria. Aproveite esta oportunidade!

 

Posted in

CAED-Jus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.