caedjus.com

Entrevista com Rogerio Borba – Coordenador de GT do CAED-Jus 2019

O entrevistado desta vez é Rogerio Borba.

Rogerio Borba é Bacharel, Especialista e Mestre em Direito; Doutor em Sociologia e Coordenador do GT Temas Contemporâneos do CAED-Jus 2019.

 

Confira a entrevista:

1) Você foi selecionado(a) para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAED-Jus. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Comecei o curso de direito na Faculdade de Direito Cândido Mendes em 1997, tendo me informado em 2001, onde fui monitor, presidente do diretório acadêmico e delegado da UNE. Logo depois de ter me formado, fiz especialização em Direito Civil para me atualizar, pois o código civil acabara de ser totalmente. Logo em seguida comecei a lecionar na Cândido Mendes e na extinta Faculdade da Cidade, onde fui coordenador . Em 2007 iniciei o mestrado em direito na Faculdade de Direito de Campos tendo concluído em 2009, pesquisando sobre Direito Ambiental. Em 2011 iniciei o doutorado no IUPERJ em sociologia, estudando conflitos ambientais e sua resolução, concluindo o curso em 2017. Atualmente sou o professor dos cursos de mestrado e doutorado da UVA, professor dos cursos de graduação da UniCARIOCA e IBMEC.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAED-Jus?

Trata-se de um evento com uma organização primorosa já estabelecido no mercado acadêmico, mas ainda com um potencial de crescimento impressionante, além de possuir uma incrível visão de mercado. Inova ao democratizar o acesso a eventos acadêmicos por meio de uso de plataforma eletrônica, permitindo que pessoas de qualquer parte do Brasil ou do mundo possam participar tanto como ouvintes quanto como apresentadores, oportunizando ainda sua interação de forma qualificada, fazendo com que seja alcançado um patamar superior de interação.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar o direito de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da sua temática?

O GT temas contemporâneos nos apresenta um desafio de pensar o direito além da dogmática tradicional, enxergando as inovações, tanto sociais quanto tecnológicas, permitindo a integração de áreas que antes não se comunicavam, quanto o reconhecimento de novos direitos. Estes surgem a partir a interação humana, sendo o desafio reconhecer tais temas, dando-lhes a devida importância, sempre com um olhar científico, estimulando a busca incessante pelo desenvolvimento do direito como um todo.

4) Bom, outras pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAED-Jus. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores?

Um texto acadêmico de qualidade busca sempre responder uma pergunta cuja resposta ainda é duvidosa, ou seja, sempre que há mais de uma maneira de solucionar um problema. Ao nos depararmos com questões jurídicas já consolidadas podemos identificar temas já esgotados que não merecem uma maior atenção no sentido de desenvolver um artigo, pois não há margem para inovação. Sugiro sempre a busca por questões contemporâneas, mas sempre observando a existência de fontes seguras e confiáveis para a elaboração do trabalho acadêmico, correndo-se o risco de atendermos o quesito inovação, mas não atender o quesito referencias, o que o transformaria em um artigo de opinião, e não em um artigo científico.

 

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

 

A propósito, você já submeteu seu trabalho ao próximo evento do CAED-Jus? Você pode acessar o site do CAED-Jus em www.caedjus.com/eventos e se inscrever no próximo evento programado com um artigo de sua autoria. Aproveite esta oportunidade!

 

Posted in

CAED-Jus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.