caedjus.com

Entrevista com Felipe Rebêlo – Coordenador de GT do CAED-Jus 2019

O entrevistado desta vez é Felipe Rebêlo.

Felipe Rebêlo é Doutor em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2018). Mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2012). Graduado em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2009). Professor do curso de especialização lato sensu da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Gerente Jurídico Contencioso da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (2013-2014). Assessor jurídico e advogado em São Paulo e Coordenador do GT Direitos Humanos e Fundamentais do CAED-Jus 2019.

 

Confira a entrevista:

1) Você foi selecionado(a) para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAED-Jus. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Bem, sou formado em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, onde pude cursar o Mestrado e o Doutorado também. Atuo na área acadêmica, com mais ênfase na área de direito público, principalmente direito do trabalho, direito constitucional e filosofia do direito, sendo professor nos cursos lato sensu em direito do trabalho pela mesma instituição de ensino mencionada. Também atuo como pesquisador nos grupos de pesquisa “Políticas Públicas como instrumento de efetivação da cidadania”, liderado pelos Profs. Gianpaolo Poggio Smanio e Michelle Asato Junqueira, e “Direito da Criança e do Adolescente no Século XXI”, liderado pelas Profas. Michelle Asato Junqueira e Ana Claudia Pompeu Torezan Andreucci.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAED-Jus?

A organização, muito bem estruturada, a modernidade dos procedimentos, como se observa no caso da propagação do evento pela internet. Ademais, as áreas trabalhadas no Congresso, que buscam abarcar os pontos fundamentais do direito em sua atualidade. Por fim, a alto grau de inclusão, inclusive de graduandos, na pesquisa jurídica responsável.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar o direito de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da sua temática?

Demonstrar que sem a devida promoção e intelecção dos direitos humanos e fundamentais, não é possível se conceber, inclusive, o direito no mundo de hoje. Em um cenário de recrudescimento dos direitos sociais, mais importante ainda um GT que procure entender e trabalhar as nuances específicas dessa gama de direitos, conquista sedimentada na contemporaneidade e que não pode ruir perante populismos daninhos à própria estrutura garantista do direito, como concebemos no mundo ocidental.

4) Bom, outras pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAED-Jus. Que dica final você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores?

Pensar que o direito e a mudança andam de mãos dadas. Textos de qualidade e inovadores devem conjugar rigor científico e compreensão dos fenômenos sociais vigentes que afetam o direito. O direito só ganha legitimidade quando acompanha essas alterações, sendo que textos pertinentes para eventos como o Caed-Jus devem seguir bem de perto esse relacionamento, propondo, sempre que possível, leituras hábeis a maior efetividade do direito no mundo prático.

 

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

 

A propósito, você já submeteu seu trabalho ao próximo evento do CAED-Jus? Você pode acessar o site do CAED-Jus em www.caedjus.com/eventos e se inscrever no próximo evento programado com um artigo de sua autoria. Aproveite esta oportunidade!

 

Posted in

CAED-Jus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.