caedjus.com

Entrevista com Carlos Eduardo Oliveira Dias – Coordenador de GT do CAED-Jus 2021

O entrevistado desta vez é Carlos Eduardo Oliveira Dias

Carlos Eduardo Oliveira Dias é Pós-Doutor em Ciências Sociais, Humanidades e Artes do Centro de Estudios
Avanzados da Universidad Nacional de Córdoba (Argentina). Doutor em Direito do Trabalho pela Universidade de São Paulo e Mestre pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (2015-2017). Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho (2018-2020). Juiz Auxiliar da Vice-Corregedoria Regional do TRT da 15a. Região (2020-2022)Juiz Titular da 1a. Vara do Trabalho de Campinas/SP (Tribunal Regional do Trabalho da 15a. Região).
Professor do Curso de Pós Graduação “lato sensu” da Universidade Presbiteriana Mackenzie (Campinas). Professor do Curso de Pós Graduação “lato sensu” da Faculdade de Direito de Franca-SP Professor Convidado dos Cursos de Pós Graduação “lato sensu” da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FADUSP-RP); da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) – Cogeae; e da Escola Superior da Advocacia (ESA).

Autor de diversos livros jurídicos, dentre os quais “O trabalho em Movimento – Estudos Críticos de Direito do Trabalho”; “Comentários à Lei da Reforma Trabalhista”, “Comentários ao CPC e sua aplicação ao processo do trabalho” e “Teoria e Prática da sentença trabalhista”. É também coordenador do GT TRABALHO E SEGURIDADE SOCIAL do CAED-Jus 2021.

 

Confira a entrevista:

1) Você foi selecionado(a) para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAED-Jus. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

Sou professor universitário há quase trinta anos, tendo ministrado aulas em cursos de graduação e pós-graduação (lato sensu e stricto sensu). Sou graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela PUCCAMP, onde também fiz Especialização em Direito e Processo do Trabalho. A área trabalhista sempre foi a predominante em minha trajetória acadêmica, de modo que a maior parte das aulas que ministro são a ela relacionadas. Por tais motivos, foi nessa mesma área que fiz o Mestrado em Direito das Relações Sociais na PUC-SP e Doutorado em Direito do Trabalho na USP.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAED-Jus?

As propostas de atividades acadêmicas e os eventos científicos, além das possibilidades de abertura para pesquisas e publicações de textos. São iniciativas muito importantes na área jurídica que, em regra, é muito pobre em termos de
pesquisa acadêmica. Assim, o CAED-Jus supre uma deficiência estrutural no campo do Direito.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar o direito de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da sua temática?

Penso que todo o Direito sempre tem que ser considerado de forma interdisciplinar. Mais do que isso: a chamada “Crise do Direito”, começa justamente com o ensino jurídico, excessivamente dogmático e voltado para a formação de advogados para atuarem em processos judiciais. Há pouca dedicação à pesquisa acadêmica e à formação de pesquisadores. Da mesma forma, a formação é segmentada, não permitindo uma leitura mais abrangente dos fenômenos do Direito e de suas repercussões concretas na vida da sociedade. O desafio que temos é o de romper essa
barreira, e fomentar os estudantes e estudiosos a investirem no estudo de forma interdisciplinar.

4) Bom, outras pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAED-Jus. Que outras dicas você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores?

O ponto de partida é sempre o uso de materiais de pesquisa de qualidade – livros, periódicos, materiais de estudo oriundos de fontes confiáveis e de autores reconhecidos. Em tempos nos quais as falsas fontes predominam, o bom pesquisador deve saber selecionar o material que irá fundamentar seu trabalho. Em segundo lugar, uma leitura crítica, que o permita não apenas reproduzir o que foi dito pelos que o antecederam mas, sobretudo, produzir reflexões autênticas, capazes de contribuir para a evolução do pensamento.

 

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

 

A propósito, você já submeteu seu trabalho ao próximo evento do CAED-Jus? Você pode acessar o site do CAED-Jus em www.caedjus.com/eventos e se inscrever no próximo evento programado com um artigo de sua autoria. Aproveite esta oportunidade!

 

Posted in

CAED-Jus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.