caedjus.com

Entrevista com Adriano da Silva Ribeiro– Coordenador de GT do CAED-Jus 2022

O entrevistado da vez é Adriano da Silva Ribeiro

Adriano da Silva Ribeiro é Professor em Estágio Pós-Doutoral no Mestrado em Direito da Universidade FUMEC. Pós doutor em Direito e Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidad del Museo Social Argentino – UMSA (2019). Mestre em Direito pela Faculdade de Ciências Humanas da Universidade FUMEC. Editor Assistente e Responsável Técnico na Revista Meritum do PPGD/FUMEC. Bacharel em Direito da PUC Minas (2010). Licenciado em Letras e suas Literaturas PUC Minas Betim (2002). Integrante do Grupo de Estudos em Direito Processual (GEPRO) – Rede Avançada de Pesquisas em Direito – FUMEC, registrado no CNPq. Integrante do Grupo de Pesquisa Diálogos constitucionais e(m) crise de efetividade: análise de institutos de Direito Público e de Direito Privado – FUMEC, registrado no CNPq. Associado do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito (CONPEDI). Associado do Instituto Popperiano de Estudos Jurídicos (INPEJ). Membership do CAED-Jus e Coordenador de GT Direito Público no CAED-Jus 2020 e 2021. Coordenador de Simpósio Temático no CIDHCoimbra 2020 e 2021. Articulista e Parecerista de Periódicos Jurídicos Nacionais e Internacionais. Professor da disciplina Políticas Autocompositivas, soluções (in)efetivas de conflitos, consensualidade judicial e notarial/registral e Estado Democrático de Direito no PPGD/FUMEC. Professor Orientador no Grupo Educacional IESLA/ESJUS. Professor de Teoria Geral do Estado no IEC/PUCMinas, em parceria com EJEF/TJMG (2013). Assessor Técnico na Superintendência Administrativa do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais.

Coautor e Organizador dos livros “Direito Público e Sociedade” e “Direito público em perspectiva”. Coautor de capítulo no livro “Sociedade e Reivindicação de Direitos”, Coleção ConiPUB, 2020; Coordenador-Adjunto, Editor Chefe dos Periódicos e Diretor de Relações Institucionais do Instituto Mineiro de Direito Processual (IMDP). É também coordenador do GT 4 – Solução de conflitos e processo do CAED-Jus 2022.

Confira a entrevista:

1) Você foi selecionado(a) para coordenar um dos Grupos de Trabalho do CAED-Jus. Nos conte um pouco como foi a sua trajetória acadêmica até esta seleção.

A trajetória acadêmica foi iniciada na graduação em Letras e suas literaturas pela PUC Minas Betim (2002). Na sequência, iniciei a graduação em Direito sendo diplomado em 2010. Cursei o Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais na Universidad del Museo Social Argentino, oportunidade em que pesquisei, sob orientação do Professor e Juiz Eduardo M. Martinez Alvarez, e defendi a tese “Liderança do Juiz para um direito fundamental à razoável duração do processo”, no ano de 2019. Porém, a inquietação de pesquisador me fez retornar aos estudos e concluir em 2020 o Mestrado em Direito do PPGD da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade – FUMEC, sob orientação do Professor Doutor Sérgio Henriques Zandona Freitas.

Atualmente, estou Professor em Estágio Pós-Doutoral no PPGD/FUMEC. Nessa caminhada acadêmica, já publiquei livro, artigos em revistas científicas, participei de coletâneas, congressos nacionais e internacionais, palestras. Integro grupos e projetos de pesquisa e extensão universitária na FUMEC. Em 2019, participei do ConiPUB. Em 2020 e 2021, participei na Coordenação do GT Direito Público no CAED-Jus.

2) O que mais lhe chamou atenção no CAED-Jus?

O CAED-Jus proporciona aos estudantes, desde a graduação até o pós-doutorado, de todo o Brasil, que não poderiam participar de Congressos em Estados brasileiros ou outros Países, a apresentação de artigos ou resumos, e, consequentemente, ter certificado e publicação em livro de qualidade. Além disso, o participante convive no evento com juristas nacionais e estrangeiros.

3) A temática do seu GT é fundamental para pensar o direito de maneira interdisciplinar. O que você concebe como principal desafio da sua temática?

No CAED-Jus 2022, o GT Solução de conflitos e processo, a meu ver, pretende-se refletir, observar e reconstruir as clássicas abordagens acadêmicas. Propor avanços sobre os meios adequados à solução de conflitos em casos levados ao Poder Judiciário ou não e os impactos no direito material, bem como quanto aos impactos trazidos pela era digital.

4) Bom, outras pessoas vão se espelhar em você para participarem das próximas iniciativas do CAED-Jus. Que outras dicas você daria para que possam produzir textos de qualidade e inovadores?

É importante participar das iniciativas do CAED-Jus, pois oportunidade para os pesquisadores apresentarem seus estudos para o desenvolvimento do direito e da ciência jurídica. A dica é leitura atenta e crítica das doutrinas e julgados. Pensar e refletir um bom tema-problema e desenvolver a escrita do texto. Ademais, o evento acadêmico é bem organizado e de acesso fácil por meio de uso de plataforma eletrônica.

Gostou da entrevista? Não esqueça de comentar e compartilhar.

A propósito, você já submeteu seu trabalho ao próximo evento do CAED-Jus? Você pode acessar o site do CAED-Jus em www.caedjus.com/eventos e se inscrever no próximo evento programado com um artigo de sua autoria. Aproveite esta oportunidade!

Posted in

CAED-Jus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.